Um filho rico de um rico pastor, escrevendo sobre sua vida dentro e fora da igreja; em uma sutil forma de poesia.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

"Eu

Eu não desejo de verdade amar,
Eu nasci sem pedir,
Se Eu sou amado não vou demonstrar,
Viver ou morrer tanto faz, já que Eu consegui;

Eu tenho poder, beleza, tempo e dinheiro,
Eu tenho tudo o que todos pretendem alcançar,
Ainda há como Eu não ser feliz por inteiro?
Talvez Eu tenha esquecido de algo comprar;

A inveja não é a velocidade do mEu sucesso,
Sou Eu quem o faço crescer,
E só o que Eu peço,
É que não me peçam para Eu viver;

Onde Eu não sou o centro da atenção,
Ou do jeito que Eu não quero,
Ao menos Eu sou feliz sendo sincero,
Mesmo sem precisar da sua opinião."

Nenhum comentário:

Postar um comentário